Buscar
  • Maria Eliza Castro

POR QUE OS CASAIS BRIGAM?

Todo casal atravessa ciclos de harmonia-desarmonia-reparação-harmonia... Se existe um casal, existirão brigas e discussões. Quando vejo um casal que nunca briga, me pergunto quão vivo está o vínculo que os une e se essa paz toda pode ser sintoma de uma preguiça emocional ou medo de mexer no que precisa ser mexido... Mas enfim, dedicarei outro post para os casais que não brigam. Hoje falarei dos que sim brigam!



O interessante é dar-se conta que, não importa o “motivo” da briga (dinheiro, ciúmes, sogra, sexo, celular, toalha molhada na cama, o tamanho do decote, educação dos filhos, etc), sempre há por baixo uma necessidade de um dos membros do casal (ou dos 2!) de responder à seguinte pergunta: minha conexão com essa pessoa é SEGURA? Pois é gente! Calma, vou explicar:


Para que uma conexão emocional seja vivenciada como SEGURA é preciso que as 2 pessoas estejam Acessíveis, Responsivas e Engajadas emocionalmente, uma com a outra. E em que consistem essas atitudes “mágicas” (entre aspas porque requerem muito trabalho e disponibilidade de ambos)?


  • ACESSIBILIDADE diz respeito a estar disponível, ao alcance e aberto para o/a parceir@. Por exemplo, se eu me queixo que você está trabalhando demais, eu estou no fundo sentindo que você não está acessível pra mim, e isso me deixa insegura sobre minha importância para você.

  • RESPONSIVIDADE tem a ver com “eu posso confiar que vc responderá emocionalmente às minhas necessidades?” Ou seja, é estar sintonizado com as emoções do seu/sua parceir@ e demonstrar que elas têm um impacto em vc. Significa aceitar e priorizar os sinais emocionais que seu/sua parceir@ envia e reconfortá-l@ e cuidá-l@ quando necessário. Esse tipo de demonstração sempre nos toca emocionalmente e nos acalma até fisicamente. Por exemplo, eu posso ver que meu marido chegou do trabalho com cara de chateado e me dirigir a ele para saber o que aconteceu, ou fingir que nada aconteceu porque estou cansada e não estou afim de escutar problemas. Ou, pior, posso nem perceber que ele está com cara de chateado e contar como meu dia foi maravilhoso! Falta de sintonia total. Ele provavelmente vai sentir minha falta de cuidado como "ela não presta atenção em mim, não se importa em como eu me sinto".

  • ENGAJAMENTO: “vc me valoriza e quer estar perto de mim”? É dar aquela atenção especial que só damos para quem amamos. Aquele olhar, aquele toque. É estar emocionalmente presente. Por exemplo, se eu reclamo que você já não "me procura como antes" estou sentindo que você está pouco engajado e não me valoriza, e isso me deixa insegura!


Em resumo, essas três atitudes respondem às perguntas : Você está aí? Você está COMIGO? Sou importante para você? TODOS os problemas de casal, repito TODOS, acontecem quando um dos dois (ou os dois) sentem que algumas destas atitudes não estão presentes na relação.


Nesse momento, o vínculo entre os dois é vivenciado como ameaçado. Os sinais de alerta se ativam. E NINGUÉM deixa isso acontecer de braços cruzados, porque nosso cérebro interpreta isso como um risco a nossa sobrevivência! SIM, pode parecer estranho, mas a ciência que estuda o Amor diz que somos mamíferos sociais que necessitam de uma conexão emocional segura pra sobreviver, do berço à tumba! Se não temos isso, alguma coisa vamos fazer a respeito.


Alguns explodem, outros implodem. Uns pedem muito, outros não pedem nada (porque aprenderam a não pedir, porque não se sentem merecedores, porque aprenderam que brigar não vale a pena). E geralmente, a partir desses jeitos diferentes de atuar, instala-se uma dinâmica em que um desperta no outro sua versão menos saudável, fazendo com que o conflito escale negativamente! Entra-se no ciclo ataque-culpabilização-defensividade. E nesse contexto, ao invés de realmente ESCUTAR o outro, cada um ativa seu modo “preparar a réplica”. Como sair disso? Ficará para o próximo post!!!


(Baseado no livro "Hold me Tight", da #SueJohnson)

#relacionamentos #relaçõesamorosas #eft #emotionallyfocusedtherapy #teoriadoapego


24 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo